Eu sempre gostei muito de janelas, não sei por qual motivo.




Eu sempre gostei muito de janelas, não sei por qual motivo. Acho que cada janela conta uma história, fico olhando através da janela o céu, pensando nas coisas da vida, pensando como a vida é boa e estranha muitas vezes.

Eu sempre gostei da liberdade por alguma razão, não sei se isso veio da minha criação, mas eu acho que muitas pessoas se privam demais de fazer as coisas...acho que viver é um eterno aprendizado, que é necessário evoluir, errar, chorar, se expressar, dar risada até das coisas ruins e dizer que está com saudade.


Eu não entendo muita coisa ainda sobre a vida, tem dias que tudo é tão estranho e em outros dias é tão intenso. A verdade é que não tem um manual de como se viver, mas use suas qualidades a seu favor e a liberdade pode ser uma boa aliada.

Nem todos terão as mesmas oportunidades, isso é bem visível nas ruas todos os dias. Eu escolhi usar tudo que posso ao meu favor, me refiro as coisas boas que a vida nos ensina, mas tem dias que tudo que eu sou e me tornei vira algo sem importância, tem situações na vida que nos mostra que tudo isso aqui nem sempre importa, pelo menos em certos momentos.




Vem comigo 


2 comentários:

  1. Adorei seu texto.
    Acho incrível como coisas simples do nosso dia a dia nos inspira a fazer/escrever coisas tão belas.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! É possível se inspirar até com as coisas da nossa rotina, é só observar a nossa volta.

      Excluir